buscar

Notícias de Tecnologia
Nosso presente é a melhor garantia do futuro

O EDI, ferramenta para as exportações em um mercado global

07/11/2017

exportações

O comércio global e as exportações estão recuperando os níveis de crescimento anteriores à crise econômica, em especial, os países BRICS (Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul). Um exemplo claro da recuperação das exportações globais é o Brasil. O país sul-americano registrou no ano passado um superávit recorde na sua balança comercial de 47.690 milhões de dólares.

De fato, desde o superávit de 2006, não se alcançava um resultado tão bom para os cofres do país sul-americano, exatos 46.450 milhões de dólares. O bom momento das exportações brasileiras demonstra-se através de dados que o Brasil se encontra entre os 25 primeiros exportadores e importadores do planeta e que seu comércio exterior alcança os 25% do seu PIB. Estas cifras se devem principalmente às operações do setor B2B para comercializar matérias primas, produtos químicos e produtos agrícolas e alimentícios (café, açúcar, carne e milho.

O grande potencial do Brasil supõe uma grande oportunidade de negócios a nível global para o setor B2B e todo tipo de empresas que queiram se inserir em novos mercados e oportunidades de negócio. As boas relações econômicas incrementam a confiança das empresas que estão apostando no intercâmbio eletrônico de dados, especialmente nas exportações, para o tratamento de notas fiscais, pedidos de compras e atividades variadas.

O uso do EDI nas exportações é a melhor forma para chegar a fazer negócios com qualquer outro parceiro do mundo. A padronização dos processos e medidas de controle que oferece o EDI assegura um fluxo de comunicações seguras entre as corporações, entidades públicas e privadas. Desta forma, é possível conectar os sistemas de gestão internos das empresas com o das entidades bancárias, a fim de evitar falhas na operação, ou pior ainda, fraudes.

É que, apesar dos bons números do comércio exterior brasileiro, a situação interna do país obriga a tomar medidas de segurança para garantir o balanço das contas ao realizar operações econômicas no país.

Uma oportunidade de negócio para o comércio exterior

A globalização obriga a adotar diferentes sistemas e plataformas para poder operar em qualquer parte do planeta. Porém, graças ao EDI este problema tem fácil solução.

A complexa variedade de operações comerciais dificulta a gestão de documentos entre países, porém, o EDI facilita todo tipo de trâmites ao padronizar o intercâmbio de processos B2B. Operações tão simples como a gestão de estoques, o envio aos fornecedores, o pagamento de uma fatura ou o tratamento de pedidos, graças ao EDI se convertem em tarefas ainda mais simples.

Contar com um operador global, permite desenvolver uma política de operações mais ágeis e eficientes ao contar com adequados sistemas de gestão informáticos capazes de operar nas relações comerciais mediante a gestão combinada de software e redes seguras e privadas. Desta maneira, assegura-se um intercâmbio de documentos padronizados entre os sistemas informáticos de ambas as partes do B2B.

Como se fosse pouco, o EDI maximiza o intercâmbio de operações e é a melhor forma para aproveitar a corrente positiva econômica do Brasil. Ainda que o uso da fatura eletrônica seja cada vez mais comum nos negócios B2B, não é seguido o mesmo padrão em todos os países. O Brasil não é uma exceção, daí a necessidade de contar com uma ótima conexão em toda a cadeia de suprimentos e assegurar os processos de envio e recepção de dados oriundos do Sistema de Gestao Empresarial (ERP).

Desta forma, qualquer empresa pode administrar os processos comerciais logísticos e estabelecer todas as gestões necessárias para conectar com seus fornecedores, clientes, operadores logísticos e partners comerciais numa rede global.

A importância da padronização na era da globalização

O tratamento conjunto de soluções EDI se adapta a qualquer necessidade, negócio e ERP. As empresas não tem a obrigação de adotar os diferentes tipos de documentos e processos que usam seus fornecedores ou clientes, mas podem tratá-los e usá-los mediante o EDI. Enquanto na Europa é mais comum o uso do padrão UN/EDIFACT, nos Estados Unidos utiliza-se mais o ANSI X12 (da sigla inglesa, American National Standards Institute.)

Graças ao EDI podemos estabelecer conexões com mercados tão interessantes como o brasileiro e aproveitar a corrente de exportações que, não esqueçamos, chegou a ter o espetacular valor de 185.240 milhões de dólares. Por isso que, especialistas como Peter Gutmann ou Goldman Sachs afirmam que o Brasil se converterá dentro de alguns anos, na quarta economia mais importante do planeta.

Calcula-se que em 2050 se alcançará o nível de vida de 2005 dos países da Zona do Euro que contará com um PIB de 11.366.000 milhões de dólares e uma renda per capita de 49.759 dólares. Em definitivo, todos os países terão que operar na maior potência da América Latina graças ao desenvolvimento de sua economia.

Quer saber como uma solução EDI pode se adaptar a sua empresa para otimizar sua comunicação internacional? Não hesite e entre em contato conosco!

Gostaria de mais informações?


Solicite-as

Tags

Cloud Computing B2B Cloud Platform EDI ASP-SaaS e-Invoicing GDSN VMI VAN OFTP2 AS2 Certification Authority Digital Signature Outsourcing SLA Software EDICOM Events SaaS-ASP Corporate Information GS1 CFDI PAC APP Associated Data Sync partners EDICOM Retail public administrations Acreditations Web Portal EDI NF-e einvoicing Partner Web Portal SAP EDI Health Edicomdata ediwin CRP EBI B2B EDICOMNet edi logistics SAFT-PT business@mail CT-e NFS-e TSD epayrolls factura electronica edi automotive comprobante de pago CAE DTE e-awb nfc-e comprobante fiscal electronico compliance xml-cargo edicom air iata e-cargo facturación electrónica IVA AFIP Cargo-XML EDICOMAir SUNAT Perú EDI Auto b2g datapool panama PCRDD edi academy sat paperless mmog OFTP EDI Web carrefour boleto financeiro Brasil boleto financeiro não registrado boleto registrado colombia factoring X12 DIAN México DESADV ASN Costa Rica Nexxera interoperabilidad Cancelación Brazil redes supermercadistas centros de compras no Brasil european union emisión electrónica global einvoicing factura electrónica ecuador VAT compliance aviso de expedición Advanced Shipped Notice Despatch Advice data synchronization SEFAZ fatura eletrônica Nota Fiscal Eletrônica tendencias interoperability interconexión SINTEL Brasil interoperabilidade e-procurement trends digitization digital transformation SaaS MMOG/LE latam cybersecurity EDI financeiro white paper factura electrónica colombia fintech ebimap SME EDICOMLta e-commerce EDI financiero fattura b2b B2B e-Invoicing GDPR portugal

Siga-nos

  • linkedin
  • rss