buscar

Notícias de Tecnologia
Nosso presente é a melhor garantia do futuro

Blockchain e armazenamento eletrônico de dados: a proteção de evidências

05/07/2018

Seguindo o nosso compromisso com a digitalização e os avanços no intercâmbio eletrônico de informações, a EDICOM adaptou seu serviço de armazenamento eletrônico de longo prazo utilizando a tecnologia blockchain para a proteção de evidências.

A tecnologia digital avança de forma vertiginosa, afetando não apenas os hábitos dos consumidores e da sociedade digital, mas também impactando nos processos de negócios e transformando o tratamento, a preservação e a análise dos dados enviados e recebidos pela Internet.

A Comissão Europeia, através do Regulamento (UE) n.º 910/2014, estabelece um quadro jurídico relativo à identificação eletrônica e aos serviços de confiança para transações eletrônicas no mercado interno. Os regulamentos, conhecidos como eIDAS, são aplicáveis desde 1º de julho de 2016.

Entre outros serviços regulamentados, o eIDAS é criado para facilitar o reconhecimento trans-fronteiriço entre os sistemas nacionais existentes relacionados aos serviços de entrega eletrônica registrados (ERDS) ou serviço eDelivery. Um serviço de eDelivery permite uma entrega segura e confiável de mensagens entre entidades, produzindo, além disso, evidências do processo de envio para uso legal.

Portanto, um provedor de serviços de entrega eletrônica registrado deve garantir confidencialidade, integridade, autenticidade de origem e disponibilidade das evidências descritas no documento.

A EDICOM, como Prestador de serviços de confiança qualificada eIDAS, aplicou aos seus serviços de armazenamento eletrônico de longo prazo um modelo de “conservação de evidências” baseado na tecnologia blockchain para atender aos requisitos dos regulamentos:

  • Integridade: Cada evidência deve ser segurada para que não possa ser modificada.
  • Disponibilidade: as evidências devem estar disponíveis rapidamente e durante o período legal aplicável ao documento relacionado.
  • Confidencialidade: As evidências devem ser acessadas pelas entidades interessadas, mas não por entidades não relacionadas.
  • Escalabilidade: a solução deve ser rápida e escalável.
  • Resistência a alterações: o sistema deve poder ser seguro, mesmo se um administrador tentar modificar ou excluir evidências.

Atualmente, o blockchain já é utilizado além do bitcoin, a quem está sempre relacionado. O uso dessa tecnologia oferece vantagens para setores como finanças, transporte, logística e comércio eletrônico.

Armazenamento eletrônico de longo prazo e blockchain

Blockchain funciona como um banco de dados público não modificado de um sistema de transação. A Edicom utiliza o Blockchain como um repositório público substituindo as transações com evidências do ERDS, o que garante que a evidência existe a partir de um momento no tempo, garantindo a não alterabilidade dos processos registrados.

Nosso blockchain é baseado em cadeias de blocos com informações sobre transações de ERDS realizadas. Cada bloco agrupa suas evidências em uma estrutura em forma de árvore (chamada de árvore Merkle) a partir da qual um hash ou resumo criptográfico é obtido. Esse hash, juntamente com as referências ao bloco anterior e a meta informação do novo bloco, são usados para gerar o hash de bloco. Qualquer tentativa de alterar qualquer uma das transações ou blocos seria exposta por não corresponder aos hashes que os concatenam.

No caso da EDICOM, a confirmação de dados em bloco, também chamada de processo de mineração, é feita por meio de um registro de data e hora eletrônico qualificado. Essa assinatura é aplicada ao hash do bloco, que é calculado combinando todas as informações contidas nele. Portanto, o conteúdo dos blocos é protegido pelo hash do bloco que está assinado.

A EDICOM criou sua rede blockchain privada e centralizada para garantir, neste caso, as evidências sobre o armazenamento eletrônico de documentos que garantam a integridade dos mesmos dentro de sua solução EDICOMLta. Sendo uma rede privada, a participação na rede não está aberta para manter a confidencialidade e a segurança dos documentos armazenados dos usuários.

Sendo um selo eletrônico, ele atende ao requisito fundamental para confirmar que uma evidência existe em um ponto específico no tempo. Como cada bloco está vinculado ao anterior, você não pode excluir informações ou alterá-las sem quebrar a cadeia. Isso impõe a exigência de integridade e resistência a mudanças.

Além disso, a escalabilidade é garantida graças à flexibilidade da estrutura de blockchain para lidar com vários eventos.

Quais benefícios o blockchain fornece para armazenamento eletrônico?

  1. Integridade: Uma vez que uma transação é gerada ou alguma informação é trocada, ela não pode ser modificada por nenhum stakeholder ou administrador.
  2. Segurança: Cada bloco contém uma assinatura com registro de data e hora eletrônico, para que a autenticidade das informações seja verificada. A segurança da infraestrutura e da informação é verificada graças à concatenação de hashes.
  3. Transparência e rastreabilidade: Qualquer ação na cadeia de blocos será registrada. As operações não podem ser eliminadas ou alteradas.
  4. Confidencialidade: Ao registrar as evidências em uma rede privada, há maior controle sobre a geração de evidências e seu armazenamento.

EDICOMLta, solução de armazenamento de longo prazo

EDICOMLta é um serviço desenvolvido de acordo com os requisitos de segurança tecnológica regulamentados no Regulamento Europeu 910/2014, no que diz respeito à identificação eletrônica e serviços de confiança para o armazenamento eletrônico de documentos.

Os usuários podem arquivar, consultar, classificar, baixar, proteger e preservar todos os documentos armazenados durante o tempo legalmente estabelecido. EDICOMLta agiliza os processos de armazenamento, gerenciamento e busca de documentos através de funcionalidades web simples ou permite sua automação através da integração de dados entre diferentes aplicações.

Nosso sistema de armazenamento eletrônico conta com a certificação eIDAS com certificações locais nas regiões onde há legislação específica sobre conservação eletrônica, bem como a Conservazione Elettronica na Itália ou a NOM151 no México.

Gostaria de mais informações?


Solicite-as

Tags

Cloud Computing B2B Cloud Platform EDI ASP-SaaS e-Invoicing GDSN VMI VAN OFTP2 AS2 Certification Authority Digital Signature Outsourcing SLA Software EDICOM Events SaaS-ASP Corporate Information GS1 CFDI PAC APP Associated Data Sync partners EDICOM Retail public administrations Acreditations Web Portal EDI NF-e einvoicing Partner Web Portal SAP EDI Health Edicomdata ediwin CRP EBI B2B EDICOMNet edi logistics SAFT-PT business@mail CT-e NFS-e TSD epayrolls factura electronica edi automotive comprobante de pago CAE DTE e-awb nfc-e comprobante fiscal electronico compliance xml-cargo edicom air iata e-cargo facturación electrónica IVA AFIP Cargo-XML EDICOMAir SUNAT Perú EDI Auto b2g datapool panama PCRDD edi academy sat paperless mmog OFTP EDI Web carrefour boleto financeiro Brasil boleto financeiro não registrado boleto registrado colombia factoring CFDI Nóminas X12 DIAN México DESADV ASN Costa Rica Nexxera interoperabilidad Cancelación Brazil redes supermercadistas centros de compras no Brasil european union emisión electrónica global einvoicing factura electrónica ecuador VAT compliance aviso de expedición Advanced Shipped Notice Despatch Advice data synchronization SEFAZ fatura eletrônica Nota Fiscal Eletrônica tendencias interoperability interconexión SINTEL Brasil interoperabilidade e-procurement trends digitization digital transformation SaaS MMOG/LE latam cybersecurity EDI financeiro white paper factura electrónica colombia fintech ebimap SME EDICOMLta e-commerce EDI financiero fattura b2b B2B e-Invoicing GDPR portugal blockchain vat compliance ar EDIHOSP EDICOMSignADoc

Siga-nos

  • linkedin
  • rss