buscar

Notícias de Tecnologia
Nosso presente é a melhor garantia do futuro

A Fatura Eletrônica se massificará em 2016 na Colômbia

25/05/2015

O Diretor da Dirección de Impuestos y Aduanas Nacionales (DIAN), Santiago Rojas, reconheceu em una entrevista concedida ao diário El País que o projeto de faturamento eletrônico encontra-se “em uma fase muito avançada”. Este ano, se espera lançar o primeiro piloto de fatura eletrônica, que conta com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Segundo Rojas, logo será publicado a regulamentação do novo sistema e o objetivo é massificar seu uso durante o ano de 2016.

A economia informal existente na Colômbia dificulta os cálculos com exatidão das taxas de evasões anuais. Ainda assim, a DIAN considera que, em matéria de IVA, poderíamos mencionar que a taxa gira em torno de 22 %. Uma cifra que se pretende reduzir até a metade com o novo Sistema de Faturamento Eletrônico (SIFEL) e através, da reforma tributária estrutural que contempla o Plano Nacional de Desenvolvimento.

A massificação da fatura eletrônica também permitirá aumentar o controle da evasão de renda, que atualmente alcança cifras elevadas. De fato, a DIAN já detectou mais de 130.000 contribuintes que deveriam ter declarado suas rendas e não o fizeram. Agora, o desafio para os próximos anos é de alcançar a 300.000 novos colombianos que se “escondem” do fisco.

Alguns países como o México e o Chile já comprovaram que a fatura eletrônica é uma aliada para melhorar o controle fiscal e reduzir a evasão. No México, por exemplo, o Serviço de Administração Tributaria arrecadou durante os primeiros meses de 2014, 34,2 % a mais que no mesmo período do ano anterior, devido à massificação do CFDI como forma de declaração automática das operações ao fisco dificulta a informalidade.

Não obstante, além do controle fiscal, a implantação do comprovante eletrônico tem um grande número de vantagens para os setores públicos e privados. Esta tecnologia agiliza os procedimentos e, com ela, aumenta a produtividade dos departamentos de administração. Ademais, reduz os custos econômicos, derivados da impressão, o envio e o armazenamento.

Gostaria de mais informações?


Solicite-as