buscar

Notícias de Tecnologia
Nosso presente é a melhor garantia do futuro

A fatura eletrônica já alcança 90% do mercado no Brasil

10/08/2015

O país latino americano emite cerca de UM bilhão de notas eletrônicas por mês, com isso consolida a liderança junto com o México, como cabeças na implementação da fatura eletrônica mundial.

A penetração da fatura eletrônica nos cenários B2B e B2G superou os 90% no Brasil. Tal índice coloca o Brasil como líder mundial, ao lado do México, no uso da tecnologia; sendo que ambos emitem cerca de UM bilhão de notas eletrônicas mês. São dados oriundos do estudo anual E-INVOICING / E-BILLING. ENTERING A NEW ERA, elaborado pela consultora Billentis.

O crescimento da denominada Nota Fiscal eletrônica (NFe) no Brasil, se deve como resultados das políticas de modernização impostas pelo SEFAZ a alguns anos. Em 2005 foi dada a oportunidade de todos os estados fazerem uso da NFe. Com o passar dos anos o sistema foi se massificando, em função de medidas legais que exigiam seu uso, a um numero cada vez maior de contribuintes, assim como a ampliação da obrigatoriedade de emissão de novos tipos de fatura, como para transporte e serviço, denominadas Nota Fiscal de Serviço (NFSe) e Conhecimento de Transporte eletrônico (CTe).

Hoje em dia o modelo de fatura eletrônica usado no Brasil, é uma referencia para todo o mundo, que tendem a implementar a tecnologia de modo obrigatório, com o objetivo de melhorar o controle fiscal, agilizar as operações e reduzir custos. Podemos citar novos adeptos ao sistema, entre eles o Peru, alguns Países Asiáticos, e Europeus. Isso se deve ao Brasil que apesar de sua estrutura federal, deixa claro que é possível implementar a fatura eletrônica em todo o país, a ainda sim obter vantagens para o setor publico e privado.

Agora com a NFe já incorporada, o maior país da America Latina, trabalha para expandir a digitalização em outras áreas. Pova disso é a criação da Nota Fiscal do Consumidor a NFCe; novo arquivo que pretende que pretende documentar as operações comerciais realizadas com a venda presencial, e entrega a domicilio, com o consumidor final. No momento já se contabilizam cerca de 35.847 empresas emissoras de NFCe, visto que será em 2015 será a verdadeira manifestação deste sistema.

Gostaria de mais informações?


Solicite-as

Siga-nos

  • linkedin
  • rss