buscar

Notícias de Tecnologia
Nosso presente é a melhor garantia do futuro

Nova Nota Fiscal Eletrônica já é exigida em Porto Alegre; saiba mais sobre a medida

20/04/2015

Porto

Desde o início do mês de abril de 2015, os prestadores de serviço de Porto Alegre são obrigados a emitir a NFSe (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica), segundo Lei Municipal de 17 de novembro de 2014. Mas quais são as vantagens da medida para o prestador de serviço? Bom, a regra, de certa forma, traz mais agilidade e garantia aos processos, além de transparência e rastreabilidade, o que certamente melhora os trabalhos de fiscalização nas operações comerciais, de maneira geral.

Mas será que a nota fiscal tem alguma validade jurídica? Quanto a isso, não se preocupe, a assinatura digital do emissor, receptor e validação do documento pelos órgãos competentes garantem reconhecimento e validade quanto às atividades comerciais e de regulamentação. Bom, tudo funciona corretamente, ok?

COMO A NOTA FISCAL É GERADA?

Graça às novas tecnologias, o processo de emissão, validação, autorização e publicação da NFSe é feito de forma muito rápida e simples, através serviços informatizados. Para que a nota fiscal seja gerada corretamente é preciso que o contribuinte informe todos os dados para geração do arquivo chamado RPS.

Para que a empresa consiga emitir o documento, é necessário se cadastrar no programa e se credenciar. A partir de novembro de 2014, algumas empresas cadastradas na Secretaria Municipal da Fazenda aderiram ao uso da NFSe de maneira facultativa.

Desde 6 de abril, as prestadoras de serviço cadastradas em qualquer um dos códigos CNAE são obrigadas a emitir o documento eletrônico no município. Consulte mais informações no site da Prefeitura de Porto Alegre.

NOTA FISCAL DE SERVIÇO & CONSUMIDOR

Com a NFSe, as relações comerciais se tornam mais objetivas e práticas para todos os envolvidos (empresa e consumidor – B2B ou B2C). Quando o cidadão contrata algum serviço de prestadoras credenciadas no sistema, ele pede a inclusão de seu CPF ou CNPJ, que será adicionado à nota fiscal de serviço eletrônica. A empresa prestadora de serviço, no caso, também contribui com a arrecadação para o município.

Edicom

Aproveite e consulte mais informações sobre a nota fiscal eletrônica, além de software e ferramentas que dinamizam ainda mais as atividades e emissões de documentos. Vale lembrar que a Edicom sempre oferece soluções interessantes e ferramentas ideias para a sua empresa.

Gostaria de mais informações?


Solicite-as